The Boys: 8 curiosidades sobre a série da Amazon Prime

The Boys: 8 curiosidades sobre a série da Amazon Prime

A série da Amazon Prime Video chegou a sua terceira temporada esse ano cheia de novidades, ação e acontecimentos bombásticos. Os fãs sentiram falta do sangue, das ações inconsequentes do Capitão Pátria – a versão megalomaníaca do Super Homem -, das situações de risco em que “Os Boys” se metem, mas principalmente da loucura que o show proporciona.

Agora no terceiro ano, as coisas simplesmente fugiram dos trilhos e para acompanhar o rumo delas nós do Pixel Nerd resolvemos listar 8 curiosidades de The Boys que vão explodir sua cabeça – vem com a gente!

1. Uma Loucura Familiar

(Divulgação: Internet)

Nesta terceira temporada de The Boys, somos apresentados a um dos heróis das HQs de Garth Ennis e Darick Robertson, o Soldier Boy interpretado pelo ator Jensen Ackles. Para todas as pessoas antenadas, Jensen não é nenhum estranho, já que o ator viveu Dean Winchester durante as 15 temporadas de Supernatural.

Mas se você acha que essa é a única coisa familiar, estão muito enganados. Acontece que tanto Supernatural quanto The Boys possuem no roteiro Eric Kripke, um velho amigo de Ackles, fazendo assim com que os dois contracenassem novamente no mundo das séries.

Aliás, Kripke não é o único rosto familiar que Jensen encontrou na produção da série. O ator Jim Beaver, que entra na pele do Secretário de Defesa nos Estados Unidos também é outra pessoa com quem Ackles teve experiência na série Supernatural.

Para quem não lembra, Beaver interpretou Bob, o tio dos garotos por vários anos na série, e até mesmo reprisa seu nome da série anterior “Bob Singer” na série nova.

2. A Liga dos “Sete”

Os “Sete” são nada mais nada menos que os super-heróis principais da série The Boys. Representados pela empresa Vought, cada um deles são tratados como verdadeiros astros do estrelato com seus pontos de influência e posicionamento público. O grupo até possui filmes e itens de brinquedo que vendem aos montes no mundo ficítcio da série.

E se você achou uma similiaridade nessa representação, não foi atoa. A segunda curiosidade é que alguns dos heróis foram inspirados na própria Liga da Justiça da DC – algo como uma espécie de “Liga da Injustiça” da vida real.

Na série temos o Profundo como Aquaman, A-Train como Flash, Rainha Maeve como a Mulher-Maravilha, Black Noir como o Batman e, é claro, o Capitão Pátria como a metade sombria do conhecido Homem de Aço, o Super-Homem.

3. HQs

A série original da Amazon Prime Video possui como terceiro fato curioso as HQs das quais inspiraram a série de streaming. Criada por Garth Ennis e Darick Robertson a série de quadrinhos teve 72 edições publicadas entre os anos de 2006 e 2012.

Em comparação aos quadrinhos a tevê, muitos fãs notarma que há uma diferença enorme entre os personagens, não somente na descrição física (Hughie, por exemplo, é quase careca), mas na definição de acontecimentos. Como a interação entre Billy “Butcher” e uma secretária de defesa, que não começa do mesmo jeito, e Tempesta, a vilã da segunda temporada que originalmente é um homem.

O evento mais recente e chamativo da série no seu terceiro ano é o Herogarsm que, apesar de acontecer de maneira completamente diferente dos quadrinhos, fornece uma das cenas de luta mais empolgantes da série: Capitão Pátria vs Butcher, Hughie e Soldier Boy.

4. Referências

Nesta terceira temporada, durante o capitulo 3×05, a série The Boys fez uma referência a um momento histórico e bastante familiar para o mundo no ano de 2020 quando no mês de março, a atriz Gal Gadot convidou alguns famosos para cantar a música “Imagine” de John Lennon.

O vídeo serviu de fábrica de memes e paródias que demonstram o quanto artistas conseguem ser desconexos com a realidade do público.

Já a série fez sua própria versão com o herói Profundo cantando ao lado de A-Train e de celebridades famosas como o ator Ashton Kutcher e Mila Kunis.

Além desse momento, The Boys fez referências a uma teoria engraçada dos fãs da Marvel que envolvia o Homem-Formiga a entrar pelo ânus do vilão Thanos e um comercial super de mal gosto protagonizado pela sub-celebridade Kendall Jenner.

5. Proibição em países

Se tem uma coisa que não é surpresa para ninguém é a de que a série The Boys contém muito material explícito. Mas nessa terceira temporada, o episódio 6 intitulado “Herogasm” foi considerado tão polêmico que chegou a não ser transmitido em 4 países.

No infame Herogasm, os personagens “supers” da HQ se encontram em uma orgia anual onde podem realizar atos sexuais de todos os tipos bizarros. A série da Amazon Prime adaptou o arco para o streaming e deixou muitos fãs hypados com o que poderia acontecer, já que muitos conhecem o nível do show.

Porém, a pornografia foi o elemento menos perturbador da série até o momento e até ofereceu uma das melhores sequências de luta elogiada pelos fãs: Capitão Pátria vs. Soldier Boy.

6. Antony Starr

Meses antes da terceira temporada de The Boys ir ao ar, Antony Starr, o astro que interpreta o poderoso e egoísta “Capitão Pátria” já havia se metido em polêmica antes.

O fato aconteceu em março desse ano quando Starr foi preso na espanha após agredir um homem em um pub. O ator estava no país para as gravações de um filme do cineasta Guy Ritchie, com participação de Jake Gyllenhaal.

7. “Pronunciamento” da Vought

Após o fim do sexto episódio da terceira temporada, o perfil oficial da empresa que administra os heróis na série, a Vought, fez um tweet de brincadeira repudiando as declarações de Annie, a “Starlight”, que alegam que Capitão Pátria não passa de um assassino.

Confira no tweet abaixo:

As alegações recentes feitas por Annie January, codinome Starlight, em uma livestream nas redes sociais de maneira nenhuma refletem a Vought.

A Vought assegura nossos acionistas de que usaremos todo o poder do Sistema Judiciário Norte-Americano para combater essas ilegítimas alegações. Nós também podemos confirmar que January não está mais efetivada como co-capitã dos Sete.

January não passa de uma cachorra cheia de glória que se tornou histérica após Capitão Pátria terminar o relacionamento entre eles. Infelizmente, o ciúmes maluco dela chegaram a territórios de insurreição e fizeram com que uma reconciliação seja impossível. Nós nos arrependemos muito de ter feito January uma membra dos Sete.

Nosso objetivo é, e sempre será, manter o avanço do povo Norte-Americano e a expansão da liberdade por todo o globo.

Pela América, Capitão Pátria.

8. “Superes” sem poderes

Cuidado! Spoilers no texto abaixo!

Em uma revelação bombástica da segunda temporada, descobrimos que a criação dos superes não passa de uma coisa fabricada pela Vought através do ‘Composto V’, uma droga química que dá habilidade a seres humanos – o que meio que retira de todos o título de serem “super-humanos”.

A mãe de Starlight, Annie, injetou o V quando ela ainda era criança, que são os tipos de pessoas que menos correm risco de morte ao tomarem o composto. Já nos adultos a droga pode causar todo tipo de efeito colateral, desde alteração na estrutura óssea, paranoia e câncer.

Apesar disso, a série faz um paralelo perfeito de como heróis que conhecemos do mundo de quadrinhos e filmes viveriam se fossem reais: afinal de contas, nas mãos da Vought, eles não passam de massa de manobra para realizar atos pela empresa e fornecer dinheiro.

The Boys está na sua terceira temporada na Amazon Prime Video com episódios novos todas às sexta-feiras.

Matheus Martins

Escritor, 25 anos, apaixonado por literatura e Stephen King. Teve um exemplar jogado na própria cabeça como incentivo e hoje afunda a cabeça em cubículos do Call Center. À noite, as máquinas ligam e ele dá vida às palavras e histórias que alugam um triplex na sua cabeça.