The Last of Us Part II: REACT e OPINIÃO sobre o novo trailer

The Last of Us Part II: REACT e OPINIÃO sobre o novo trailer

Post atualizado: The Last of Us Part II chocou muitos jogadores e dividiu muitas opiniões. Apesar das polêmicas, e de algumas pessoas reclamando do jogo, a proposta do game já tinha ficado claro desde o lançamento dos primeiros trailers.

Abby em The Last of Us II: cenas
marcantes e SPOILERS da personagem no jogo

Reclamar de elementos como violência, romance, e ódio presentes na obra da Naughty Dog é estranho. Isso porque se você já sabia que esses temas seriam abordados, por que jogou?

No vídeo abaixo comento melhor isso.

Post original: Acredito que sim, The Last of Us Part II será um divisor de águas, um jogo de detalhes sem precedentes em linguagem cinematográfica.

The Last of Us 2 React

Red Dead Redemption 2 e Cyberpunk 2077 são jogos que trazem outro dinamismo, o nível de concentração de detalhes em animações (faciais e corporais) de TLOUS 2 não tem comparação.

Este novo trailer é absurdo e mostra o que podemos esperar não só do jogo, mas da próxima geração de consoles que chega em breve (fim do ano).

Reviews do game

O exclusivo para PlayStation mais aguardado dos últimos anos recebeu nota 94 pelo site de críticas Metacritic.

Esta é a pontuação que reúne artigos de opinião e análises de críticos, a nota é apenas um ponto abaixo do primeiro jogo da série.

Já a média para a pontuação dos usuários ficou em 5.6, uma nota extremamente baixa para um game deste gabarito.

Enquanto as análises feitas pelos críticos debatem inúmeros pontos de vista, características e detalhes do jogo, as reviews de usuários (em grande maioria) são resumidas em frases simplistas.

The Last of Us Part II é complexo como poucos jogos, dar uma nota 0 dizendo que o roteiro é superficial não é plausível.

Ainda que você não tenha gostado do roteiro, não como se ele tivesse sido feito de qualquer forma.

A nota baixíssima é utilizada por muitos como uma forma de chamar atenção e mostrar a forma como se sentiram com o jogo, o que faz todo sentido.

Muito antes do lançamento, Neil Druckman já comentava que o primeiro jogo era sobre amor e que este segundo seria sobre ódio.

Apesar de todos os erros de Joel e seu egoísmo no primeiro jogo fomos capaz de amar toda a beleza do game.

O segundo não foi criado para despertar esse sentimento, foi feito para incomodar e trazer reflexões pouco usuais.

Não dá o que gostaríamos, mas sim o que precisamos.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)