10 curiosidades sobre O Regresso, filme que deu o Oscar a Leonardo DiCaprio

10 curiosidades sobre O Regresso, filme que deu o Oscar a Leonardo DiCaprio

Dirigido por Alejandro González Iñárritu, “O Regresso” teve 12 indicações ao Oscar e foi o filme que acabou com os memes do DiCaprio perdedor na internet.

Confira 10 fatos sobre a produção.

1 – O ator Leonardo DiCaprio comeu carne crua nas filmagens em O Regresso

O Leoardo Dicaprio é conhecido por ser ambientalista, vegetariano e defender os animaizinhos. Mas durante as gravações de “O regresso”, o ator comeu um fígado bovino cru!

A cena foi gravada pela primeira vez com gelatina, mas Dicaprio não ficou contente com o resultado, deixou suas saladinhas de lado e tascou uma dentada num figado de bisão de verdade.

Segundo ator, “A parte ruim é a membrana em torno da carne. É como um balão. Quando você morde, explode em sua boca”.

2 – Gravações duraram 9 meses – em um frio congelante

E se você acha que comer carne crua foi a parte mais complicada de “O Regresso”, está engando.

As filmagens do filme duraram 9 meses e foram feitas no Canadá e na Argentina, em temperaturas abaixo de zero.

A equipe praticamente perseguia a neve e todo mundo tinha que ficar viajando toda hora para o lugar que estivesse mais frio.

O inverno rigoroso e as constantes viagens fizeram com que alguns membros da equipe desistissem do trabalho.

3 – Algumas cenas demoraram um mês para serem gravadas

Como se não bastasse o frio que congelava até a alma, o diretor Alejandro González Iñárritu era bastante rígido.

Tanto que algumas das cenas demoraram mais de 30 dias para serem finalizadas.

Uma das marcas do diretor são as imagens em sequência e sem corte, o que não permite erros dos atores. 

A primeira cena do filme, que mostra a expedição de Hugh Glass lutando contra índios, demorou um mês pra ser gravada. Haja paciência.

4 –  Todas as cenas foram gravadas com luz natural

Além das cenas demoradas, outra peculiaridade do diretor mexicano dificultou a vida da equipe, mas acabou deixando o filme mais lindo.

TODAS as cenas de “O Regresso” foram gravadas com luz natural.

Para conseguir essa façanha, a equipe de fotografia utilizava lentes que captavam melhor a luz.

Além disso, o filme também tinha um meteorologista, para marcar os melhores horários para gravar e ver se uma nevasca não estava chegando.

5 – Avalanche de verdade aconteceu durante as filmagens

Iñárritu gosta de fazer cenas únicas e causou uma avalanche durante as filmagens.

Qualquer diretor comum usaria efeitos especiais para fazer uma onda de neve gigante caindo pelas montanhas.

Site oficial do Oscar

Mas não Iñárritu. Utilizando explosivos, a equipe causou uma explosão que desencadeou uma avalanche.

A cena em que o “desastre natural” aparece foi gravada de primeira, afinal, ficar fazendo avalanches não é fácil e barato.

6 – O urso não era de verdade, mas tinha um dublê humano

Para a infelicidade do diretor e alegria de DiCaprio, nem tudo pode ser real num set de filmagens.

O urso que ataca Hugh Glass foi feito em computação gráfica pela empresa de efeitos especiais Light and Magic.

Para criar a cena, o diretor fizeram uma intensa pesquisa vendo vídeos de comportamento e ataques de ursos.

Para DiCaprio não apanhar do nada, o dublê Glenn Ennis foi colocado para lutar contra o ator.

7 – Foi o papel mais difícil da vida de DiCaprio

As horas incessantes de gravação, o frio congelante, a carne crua, o ataque de urso e mais umas coisinhas fizeram DiCaprio afirmar que “O Regresso” foi o trabalho mais difícil de sua vida.

Leo Di Caprio em seu auge durante o filme O Regresso

Em uma entrevista no final de 2015, o ator disse que “Algumas das cenas foram as coisas mais difíceis que eu já tive que fazer.

Entrar e sair de rios congelados, ou dormir em carcaças de animais mortos, ou mesmo o que eu comi no set.

Eu estava sempre congelando ou com uma hipotermia constante”.

8 – Tom Hardy deixou o Esquadrão Suicida para ficar em “O Regresso”

DiCaprio não foi o único a se sacrificar por “O Regresso”.

O ator Tom Hardy, que interpretou Tomas Fitzgerald, recusou um papel no filme Esquadrão Suicida para se dedicar ao filme.

Tom Hardy em "O Regresso"

Hardy iria interpretar Rick Flagg, mas por causa de um adiamento nas filmagens do longa de Iñárritu, o ator deixou o papel para trás.

Olhando pelo lado bom, “O Regresso” rendeu sua primeira indicação ao Oscar, para o prêmio de melhor ator coadjuvante.

9 – Baseado em fatos reais: Hugh Glass realmente existiu

A história de O Regresso é baseada em fatos reais e alguns personagens realmente existiram.
Hugh Glass era um famoso caçador e explorador dos Estados Unidos nascido na Pensilvânia.

Leonardo Di Caprio ao lado de um retrato de Hugh Glass
Leonardo Di Caprio ao lado de um retrato de Hugh Glass

Assim como no filme, o aventureiro realmente foi atacado por um urso e abandonado pelos parceiros de viagem Tomas Fitzgerald e Jim Bridger.
Hollywood vs vida real

10 – Nem tudo é verdade no filme

Diferente do filme, Hugh Glass não tinha um filho com parte indígena na vida real.

22 Curiosidades sobre o
filme Coringa | Joker 2019

Após conseguir sobreviver e encontrar os homens que o abandonaram para morrer, o verdadeiro Hugh Glass perdoou os caras.

Por ironia do destino, após 10 anos do ataque do urso, o aventureiro morreu em um ataque de índios enquanto caçava ursos.

11 – Um mês de ensaio para realizar a cena de abertura

Se alguns atores já quebram a cena em um simples diálogo em uma peça de teatro, imagina só uma sequência que envolve dezenas de pessoas, ângulos de câmeras, flechadas, cavalos, tiros, enfim.

Iñárritu exigiu precisão em seus planos sequências, algo que exigiu muito tempo de treino. Cada detalhe acrescentado em cenas sem cortes precisou ser ensaiado exaustivamente.

Há uma sincronia invejável, o sangue respingando em Leo após o índio que o enforcava é ferido, o momento em que atira em homem na árvore, a transição de personagem em foco e vários outros detalhes que ajudaram a obra a se destacar.

12 – O casaco de Di Crapio utilizou pele de urso de verdade

Na sintético, o casaco de pele utilizado por Leo durante as gravações já serviu de aquecimento para um urso de verdade.

Segundo a produção do longa, ela foi obtida de maneiras legais através do Departamento de Parques do Canadá – possivelmente o animal morreu de causas naturais, já que a caça não é permitida.

Leonardo Di Caprio utilizando casaco de pele feito com urso de verdade

13 – A cena de luta com o urso foi filmada desta forma

Demorou para que fosse revelado como a cena com o urso foi gravada – a produção do filme não queria quebrar essa magia que há por trás de “fazer filmes”.

Até porque é realmente uma quebra de expectativa ver Stuntman Glenn Ennis, ator que interpretou o urso, vestido com a roupa em azul.

Mas, apesar de a roupa ser simplificada para os efeitos de pós-produção, ela não quebrou o realismo da cena.

Na verdade, Ennis conta que chegou a acreditar que estava ferindo Di Caprio em certos momentos da gravação.

“Eu achava que estava machucando ele e todo mundo ao redor achava que eu estava machucando ele – Leo é realmente incrível em sua atuação”.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)