CEO da Apple vai ao tribunal nesta semana para testemunhar contra Epic Games

CEO da Apple vai ao tribunal nesta semana para testemunhar contra Epic Games

Tim Cook, o CEO da Apple, é também a testemunha da empresa da maça para defendê-la contra acusações de antitrutes. Para quem já não lembra mais o motivo da treta, o embate entre Apple e Epic Games começou após uma acusação da dona de Fortnite.

A Epic Games acusou a empresa de cobrar taxas abusivas na sua loja de aplicativos, uma fatia de 30% sobre cada transação feita através do iOS. Sendo que não é possível fazer transações de outra forma se você lança um aplicativo para a plataforma.

O julgamento acontece em Oakland, Califórnia e pode ser decisivo. Segundo um artigo publicado pelo Wall Street Journal, o CEO passou horas treinando e praticando suas respostas.

Developers vs. App Store: Apple’s Fights, Explained
Ilustração: Jaden Urbi/WSJ

Ainda não foi divulgada a data em que Cook testemunhará, sabemos apenas que ocorrerá no fim desta semana ou na próxima. Assim como acompamos o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, testemunhas por um longo período, será com o CEO da Apple. Estima-se que o depoimento durará mais de uma hora.

Além disso, estão programados para testemunhar na defesa o ex-chefe de marketing, Phil Schiller e o chefe de software, Craig Federighi.

RELACIONADOS:
Apple encerra conta AppStore da Epic Games
Epic Games pede a tribunal que Apple coloque Fortnite de volta na App Store
Epic Games promove concorrente de Fortnite para provocar Apple

A Apple arrecada aproximadamente US$54 bilhões somente com a App Store, estes são número do ano passado. Um recurso que apenas dá aos desenvolvedores um espaço para divulgação de seus trabalhos em trocar de uma taxa não única, mas também sobre transferências feitas.

É em cima disso que a defesa precisa ocorrer. A Apple tem que mostrar que sua prática de mercado não é desleal.

Apple vs Epic Games

A Epic aponta que esse tipo de comportamento, com tantas pessoas presentes no iOS, cria uma espécie de monopólio e deixa as pessoas sem opção. Segundo a empresa, o ecossistema da Apple é fechado e restritivo com o único fim de aumentar lucros.

O julgamento já está acontecendo desde o dia 3 de maio, a Epic Games abriu com o mesmo discurso de sempre, acusando a loja de ter métodos ilegais. A advogada utilizou o argumento de que a empresa da maça constrói uma espécie de “jardim murado”, atraindo desenvolvedores e usuários antes de arrancar o dinheiro deles.

Do outro lado, o argumento é de que a loja custou US$100 bilhões para ser construída e de que a Epic apenas quer se aproveitar do ecossistema, quer lucrar mais.

Segundo um ex-advogado da federação de comércio dos EUA, o que Tim Cook precisará fazer é mostrar que a taxa cobrada não era apenas para ter lucro, mas que era fundamental para manter a estrutura oferecida.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)