Elon Musk e o mercado de criptomoedas: como o bilionário consegue interferir?

Elon Musk e o mercado de criptomoedas: como o bilionário consegue interferir?

Você deve se perguntar qual a ligação entre Elon Musk e o mercado de criptomoedas, certo? 

Pois bem, ao que se percebe, Elon tem um “super poder” de influência sobre as criptomoedas, mais precisamente sob o Bitcoin, no qual é investidor. 

Em maio de 2021, o CEO da Tesla fez uma pronúncia em sua rede social afirmando que não iria mais aceitar pagamentos de seus automóveis elétricos através de bitcoins, alegando preocupações ambientais, e isso fez a moeda desvalorizar muito rápido, porém, ele voltou atrás sobre a decisão e a moeda valorizou novamente. 

Mas esses pronunciamentos, idas e voltas, geram revoltas? Sim e muitas. 

Após essas declarações, Chang Peng Zhao, CEO da Binance, criticou o bilionário, afirmando que os comentários não são engraçados pois causam interferências nas finanças de outras pessoas.

Continue a leitura e entenda quais argumentos utilizados por Elon Musk em suas declarações. 

Questões ambientais 

Como dito acima, Elon Musk declarou contra o recebimento de pagamentos para sua empresa, Tesla, através de Bitcoin, usando questões ambientais como argumento. 

Porém, o Bitcoin causa danos ao meio ambiente? Infelizmente, sim. 

O bilionário diz que o uso do Bitcoin causa aumento no consumo de energia e uso de combustíveis fósseis. A afirmação é parcialmente verdadeira, pois de acordo com uma pesquisa da Universidade Cambridge, a mineração de bitcoins utiliza um alto volume de energia, superior a países como Holanda e Emirados Árabes. 

Dessa forma, quanto mais negociações são feitas com os bitcoins, o consumo e a mineração também cresce. E tudo isso parte para o lado oposto à sustentabilidade que se busca.

Entretanto, o outro lado defende que 74% da energia consumida pelos bitcoins são de fontes renováveis, por exemplo, hidroelétricas. Muito possivelmente Elon não sabia disso antes de suas declarações. 

Regulamentação

Uma das principais questões que influenciam o futuro do bitcoin, é a falta de regulamentação. Mesmo que o ativo já tenha sido adotado como moeda local em El Salvador, ainda enfrenta muitas restrições ao redor do mundo.

Na China, proibiu-se que empresas e instituições financeiras fornecessem serviços com relação a transação de criptomoedas. Além de reforçar o combate à mineração das moedas digitais proibindo atividades em regiões do país. 

Já nos EUA, o Departamento de Tesouros passou a cobrar que reportem qualquer transação de criptomoedas maior que 10 mil dólares ao IRS do Governo Federal.

Outro local a “mexer os pauzinhos” contra as criptomoedas foi o Reino Unido, que proibiu a Binance de realizar atividades na região. Além da Tailândia onde foi proibido criptomoedas, memes e diversos tokens.

Logo, a Índia também já está estudando a proibição das moedas digitais, aplicando multas em caso de transações ou posse dos ativos no seu país. 

Tempos difíceis para investidores nesse ramo, né? 

Ou seja, se as criptomoedas não tiverem regulamentação, o futuro do bitcoin tem muito risco. Portanto, é melhor e mais confiável para todos que essa regulamentação passe a existir com urgência. 

O meme de Elon Musk e o mercado de criptomoedas

Visto que, Musk tem grande influência sobre as criptomoedas e aprecia o Dogecoin, apenas algumas frases que ele colocou no Twitter sobre essa moeda fez com que ela atingisse máxima histórica de US$0,72. O ativo começou a valer muito mais do que diversas grandes empresas, inclusive a Ford.  

Elon Musk tem apreço pelo Dogecoin desde 2013 e até o presente momento, vez ou outra, faz publicações de memes em suas redes sociais a favor da moeda. 

Inclusive já informou que possui diversos projetos ligados à moeda, mas busca melhores aplicabilidades, para que sejam aceitos pela Tesla e sua outra empresa, SpaceX. 

Contudo, Musk não cansa de ser polêmico em suas declarações, né? Logo, ele já declarou que pretende colonizar Marte, e até 2050 deseja ter 1 MILHÃO de pessoas habitando o planeta. 

Todavia, mesmo com tantos pronunciamentos, os investidores do ramo seguem atentos aos passos de Musk, pois ainda não sabem qual sua intenção no mercado das criptomoedas. 

Segundo alguns analistas, dizem existir uma possível aceitação das moedas em seus projetos interespaciais ainda não divulgados, pode ser para aceitação nas vendas de seus carros elétricos, ou até mesmo para apenas especulações de sua influência no negócio, visando lucrar com a desvalorização do ativo. 

Todos seus pronunciamentos geram balanços no mercado das criptomoedas, então é sempre bom estar atento às novidades desse ramo. Para isso, acompanhe nosso blog e leia outros artigos relacionados ao tema.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)