Cuphead – The Delicious Last Course: tudo que sabemos sobre o game até agora

Cuphead – The Delicious Last Course: tudo que sabemos sobre o game até agora

Desde que teve sua estreia anunciada no The Game Awards de 2021, Cuphead The Delicious Last Course está vindo como um novo DLC de sucesso bastante aguardado pelos fãs de jogos de tiro (ou, de como o próprio título gosta de ser mencionado, “run’ n gun”). A franquia dos irmãos em formato de xícara vem ganhando bastante notoriedade no mundinho pop com a estreia da sua série na Netflix se envolvendo em polêmicas contra grupos religiosos e com a homenagem de respeitos aos fãs, formentando um próprio espaço de destaque multimídia.

Então, nada mais justo do que aproveitar esses holofotes, hoje o Pixel Nerd irá surfar dentro da onda do hype para trazer atenção ao novo DLC que tem estreia programa até antes do fim do primeiro semestre desse ano. Confira agora tudo o que podemos esperar do novo game:

Cuphead e seu aspecto “clássico”

Um dos aspectos mais interessantes em Cuphead não bebe exatamente da mesma fonte que o torna tão relevante em primeiro lugar. Sim, o jogo é ousado e é “run and gun” de qualidade, mas o que realmente impressiona é o conceito por trás.

Quase fica difícil de imaginar como um jogo com duas criaturas animadas inofensivas na capa pode conter um jogo feroz e de hábil dificuldade. É quase como se os criadores estivessem pensando intencionalmente em fazer essa confusão: desenhos infantis, jogos violentos.

A quebra de uma barreira ainda tão intrínseca na nossa sociedade pode ainda não ter uma explicação exata por parte dos criadores, mas se tem algo que não podemos deixar de avaliar é que a tática funciona: o jogo de humor de duplo sentido é a homenagem exata que os entusiastas de desenhos clássicos dos anos 20 e 30 precisavam.

Com uma direção de arte que mescla gráficos 2D e 3D, a obra segue fiel as suas origens e inspirações, impulsionando a personalidade distinta com uma abordagem indie, característica tão necessária na camada gamer.

História

Do fenômeno lançado em 2017 ao hypado DLC previsto para antes do verão americano, Cuphead tem uma história interessante, divertida, um pouco ousada – como já mencionada antes -, mas que sustenta sua base além de render riqueza para todas as suas entradas, desde a música aos trailers recheados de artes conceituais.

No jogo Cuphead, acompanhamos os irmãos Xicrinho e Caneco metidos em uma enrascada quando o Diabo (sem nenhum eufemismo, é o próprio diabo o antagonista da história) acaba conseguindo a alma de. Mas o personagem sacana – diferente do seu irmão contraposto, Caneco – consegue enganar a morte e acaba servindo ao vilão numa dívida mortal: para ter sua vida poupada, Xicrinho vira mula quando fica encarregado de eliminar as outras criaturas que estão em débito com o vilão mimado.

Na conclusão do game anterior, Xicrinho concluiu sua missão com êxito ao liberar todos os contratos e deixar o Diabo vazio. Agora, com uma nova história para 2022, muito se perguntam quais rumos os criadores podem tomar nesse mais novo capítulo.

Com todos os trailers lançados até agora, ficou claro para boa parte dos fãs que o enredo do game será ao melhor estilo Caça aos tesouros com um mistério prestes a desabrochar já que The Delicious Last Course trará o mistério do “Cálice Lendário” onde os protagonistas deverão ajudar o renomado Chef Saltbaker a desvendar uma receita especial e misteriosa.

Mas diferente do jogo anterior, o título sucessor promete trazer uma expansão ainda maior a começar pela introdução da personagem Srta. Cálice que irá auxiá-los nessa nova aventura. Os três aparecem como fantoches no trailer de anunciamento embarcando em um barquinho castigado pela tempestada em direção a promissora Ilha D.L.C cheia de novos desafios e perigosos adversários.

Jogabilidade

Nos trailers divulgados, podemos ver o trio de personagens em mais um “run’ n gun” de risco, com grandes movimentação, comandos e armamentos novos, além dos encantos e habilidades da Srta. Cálice que prometem trazer um grande diferencial para a jogabilidade, uma vez que a heroína se faz jogável.

Na jogabilidade, The Delicious Last Course não parece ser um título com intenções de deixar a desejar. Focando no seu elemento direto que leva os players a enfrentarem chefes horrendos e mundos diferentes na nova ilha alguns dos releases dos últimos tempos deixaram escapar uma miríades de armas novas para a terceira personagem, que, diga-se de passagem, está ganhando tanto destaque que estamos ambos com medo e ansiosos para ver o que nos espera.

Além de todas essas novidades, o game promete trazer de volta músicas originais e o clássico jazz para compor a melodia com entradas triunfais e músicas temas que ficarão para a memória dos players. O delicioso título da Studio MDHR vai estar disponível para o dia 30 de junho de 2022 para PS4, PC, Xbox One e Switch.

E aí? Mal perde por esperar também? Deixe seu comentário sobre abaixo. Todos à bordo do D.L.C!

Matheus Martins

Escritor, 25 anos, apaixonado por literatura e Stephen King. Teve um exemplar jogado na própria cabeça como incentivo e hoje afunda a cabeça em cubículos do Call Center. À noite, as máquinas ligam e ele dá vida às palavras e histórias que alugam um triplex na sua cabeça.