Nokia afirma que 5G pode enriquecer a América Latina até 2035

Nokia afirma que 5G pode enriquecer a América Latina até 2035

A Nokia e a Omdia publicaram um novo relatório apelidado de “Por que 5G na América Latina”, que mostra que a nova tecnologia pode gerar até US $ 3,3 trilhões de valor econômico e social na América Latina em meados da década de 2030. 

O relatório também afirma que o 5G pode levar a uma melhoria de US $ 9 trilhões na produtividade.

O relatório disse que os países latino-americanos obterão 5G mais cedo ou mais tarde e que isso ajudará a região a se tornar mais produtiva, impulsionando o crescimento econômico. A Nokia disse que o continente está atualmente atrás de seus pares em produtividade, mas o aprimoramento da economia digital ajudará a diminuir a diferença.

Comentando, Osvaldo Di Campli, Chefe da divisão da América Latina da Nokia, disse que “5G é muito mais do que acesso. Com o 5G, a segurança das redes de telecomunicações será ainda mais crucial, pois teremos milhões de sensores conectados por quilômetro quadrado”. 

Ele comentou ainda que, ao desenvolver equipamentos na Nokia, há uma preocupação com a segurança de rede diretamente na arquitetura.

RELACIONADOS:
Por que dizem que o 5G dá câncer?
Versão Mobile de Fall Guys está em desenvolvimento na China
Epic Games promove concorrente de Fortnite para provocar Apple

“Implementamos um processo que chamamos de Design for Security, o que significa que a segurança e a confiabilidade são parte integrante de nossos produtos, em vez de remendados ”.

Em termos de estratégia, o relatório sugere que os provedores de serviço devem atualizar seu hardware 4G para ficar pronto para o 5G. Apontou que o 4G atinge apenas 50% dos usuários e que os países latino-americanos não terminaram de alocar o espectro 4G, afirmou que ações urgentes devem ser tomadas para que isso seja feito.

O relatório da Nokia também indica que a tecnologia 5G estará pronta para ser utilizada no continente em 2022, e que o Brasil é o que mais ganha com a novidade. Estima-se um aumento de produtividade de U$ 3,084 trilhões.

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo apaixonada por games, animes e cinema (e que não recusa uma boa xícara de chá)