O que é a tecnologia HDR em monitores e Smart TVs

O que é a tecnologia HDR em monitores e Smart TVs

Você já deve ter se perguntado o que é a tecnologia HDR quando foi comprar monitores ou smartphone, certo? 

Você sabia que o HDR serve para deixar a imagem com um excelente resultado em seu televisor? 

Se sim, ou não, continua a leitura para entender melhor tudo isso!!!

O que significa HDR e o que é essa tecnologia em monitores

A sigla HDR (High Dynamic Range) no sentido literal significa Alto Alcance Dinâmico. 

Mas o que faz e como funciona? 

Então, em monitores mais modernos e Smart TV’s o HDR é responsável pela quantidade de cor que cada pixel vai assumir. 

Ou seja, o resultado é a imagem com mais contraste e brilho, com uma cor mais viva e realista para você ter uma experiência melhor. 

E esse recurso é encontrado em qualquer programação que você for assistir?

Não, não em todos. 🙁 Pois, o programa precisa ter sido gravado com esse recurso e, infelizmente, poucos canais, tanto abertos quanto fechados oferecem esse recurso. 

Entretanto, não fique triste… 

Algumas plataformas de streamings como a Amazon Prime Vídeo e Netflix, possuem esse recurso disponível. Então, pode aproveitar bastante!!!

Todos esses detalhes do HDR foram para TV’s, e monitores como celular e câmera fotográfica. 

Mas existem outros tipos? Sim, sim. que são conhecidos como Dolby Vision, HLG, HDR10, entre outros que serão citados. 

Se liga abaixo quais as diferenças entre eles. 

Dolby Vision

Pertencente a Dolby Laboratories, a Dolby Vision é um dos primeiros tipos de HDR desenvolvidos e presente em seus televisores. 

O padrão de imagem é diferenciado, pois possui uma profundidade de cor de até 12 (doze) bits. 

Entregando com maior qualidade, está presente na maioria das plataformas de conteúdo de vídeo vigente, sendo considerada uma HDR superior a outras no mercado. 

A Dolby Vision se faz presente em mais de 150 salas de cinema em volta do globo, além dos Iphones, smartphones da LG, videogames, entre outros.

HDR10

Em parceria de duas grandes empresas referências no mercado de televisores (Samsung e SONY), o HDR10 foi criado por eles para competir com a Dolby Vision. Porém, sem sucesso… 

Pois, o HDR10 possui apenas 1000 (mil) nits e profundidade de cor de 10 (dez) bits, ou seja, super inferior a Dolby. 

Ademais, não possui dinamismo, o que é considerado uma desvantagem. Como assim? Ele é produzido e fornece informações por metadados fixo, que faz a imagem menos precisa e com qualidade inferior. 

Por exemplo, a cor fica saturada em cenas mais escuras. Mas tudo isso é percebido apenas por usuários que conhecem bem o assunto e são bem exigentes nos detalhes.

HDR10+

Não muito diferente do HDR10, a Samsung e a Sony resolveram produzir outra versão para tentar alcançar a qualidade da Dolby, mas sem êxito.

O HDR10+ possui os mesmos dados de nits e bits. Entretanto, possui um mapeamento das cores, causando melhor dinamismo nos tons mais escuros que contribui para correção do contraste. 

 HLG

Hybrid Log Gamma é para a sigla HLG, outro tipo de HDR, que também pode ser traduzido como Registro de Gama Hibrido. 

Criado pelas emissoras internacionais NHK e BBC, este formato utiliza imagens que limita a transmissões ao vivo, diferentemente dos citados acima.

Devido ao intuito final ser diferente dos outros que são para celulares, vídeo games etc. o HLG não entrega da mesma forma, mas sim menos brilho. 

Dá para comparar o HLG com algum outro? Mais ou menos. 

A imagem se aproxima da SDR, que é totalmente o oposto da HDR, ou seja, HLG é superior ao SDR, mas inferior ao Dolby Vision e HDR10+.

Tecnologia HDR ADVANCED em monitores

A HDR ADVANCED foi feita pela Technicolor, atuante em técnicas de coloração fotográfica há muito e muito anos. 

Possui três padrões alternativos de HDR com suas especificidades, que são:

SL-HDR1

 Esse é um HDR bem básico, que permite que TV SDR possua uma imagem de melhor qualidade, mas não é superior aos outros formatos. 

SL-HDR2-

Esse já parte para um padrão que se aproxima da Dolby Vision e HDR10+, pois possui configurações de cálculos de metadados de dinamismo. 

SL-HDR3-

Ainda em fase de teste, o SL-HDR3 busca unir os dois padrões apresentados anteriormente. 

Super empenhada nesse padrão, se conseguir sucesso, a Technicolor será a primeira a lançar o padrão de imagens HDR com metadados dinâmicos a ser retrocompatível com o padrão SDR. 

Significa que todas TV’s SDR será com essa qualidade? Não! Mas evitar as distorções é o principal objetivo. 

Quer saber mais sobre tecnologias atuais e outros assuntos? Nosso blog está repleto de ótimos artigos para te ajudar a entender sobre todas suas curiosidades!!!

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)