As opções de acessibilidade em The Last of Us Parte II

As opções de acessibilidade em The Last of Us Parte II

Com as opções de acessibilidade em The Last of Us Parte II, o game pode ser um dos mais acessíveis da história, conforme alguns sites e jogadores estão comentando.

A história de The Last of Us conquistou vários corações e rendeu uma sequência.

Veja como é Dina de
The Last of Us II na vida real

Mas além de personagens envolventes, a trajetória de Ellie e Joel agora oferece possibilidades para que diversos públicos possam se entreter.

Matthew Gallant, líder de Design de Sistemas da Naughty Dog, contou que o jogo tem mais de 60 configurações de facilidade de acesso.

Legenda em The Last of Us II, um dos recursos de acessibilidade
Um dos recursos permite escolher entre diferentes tipos de legendas para ajudar o jogador em The Last of Us II

Acessibilidade em The Last of Us Parte II

Logo antes de iniciar, existem três conjuntos de opções pré-estabelecidas.

Elas são recomendadas para acessibilidade motora, de visão e audição, mas também é possível configurar tudo individualmente e adaptar às suas necessidades.

Ainda nas configurações iniciais, em The Last of Us Part II você também pode ativar a customização total de controles e transferir qualquer comando para outro botão ou movimento, como utilizar o touchpad, vibrar o controle ou deslizar sobre ele.

Esta função é útil já que movimentos rápidos de um botão para outro podem ser mais difíceis para alguns jogadores.

Configurando controles alternativos

Texto-para-voz, glossário de sons e Assistência de Navegação

Quanto à acessibilidade para pessoas cegas ou com baixa visão, o gamer Ruhan Gonçalves relatou sua experiência em uma “thread” no Twitter.

De acordo com ele, a ativação do leitor de tela foi simples e existe um “glossário de sons” que está disponível o tempo todo, sendo que cada um representa uma interação do jogo.

A transmissão de Texto-para-Voz comunica ao jogador as informações presentes no menu, nas falas dos personagens e quaisquer outros recursos visuais na tela.

Um dos métodos que auxiliaram Ruhan na locomoção dentro do mapa foi apertar o L3 (analógico esquerdo do controle), que faz com que a personagem se vire para a direção correta a seguir.

Também existem a proteção em beiradas contra quedas, o transporte simples e a opção de pular puzzles.

O modo de Escuta Melhorada é um auxílio extra para encontrar itens e inimigos.

Demonstração do texto-para-fala

Níveis de dificuldade e combate acessível

Outra questão digna de relembrar é a dos níveis de dificuldade. Se você zoa o seu amiguinho por jogar no nível mais fácil, lembre-se de que esse também é um modo de fornecer mais conforto à gameplay de pessoas com deficiência.

Há cinco níveis: Muito Trivial, Trivial, Moderado, Difícil e Sobrevivente, e dentro de cada um é permitido customizar cada item a fim de adaptar a experiência.

TLOU II ainda possui ferramentas que melhoram a acessibilidade do combate, como câmera lenta enquanto mira em um adversário ou até mesmo mirar automaticamente, além da função de ficar invisível enquanto estiver agachado para conseguir manter a furtividade.

Falando nisso, o game possui um aviso sonoro para quando você é detectado; caso o jogador seja surdo ou deficiente auditivo, existem indicadores que transmitem essa informação visualmente.

Avisos sonoros e visuais

Legendas

Por fim, as legendas, já bastante conhecidas entre gamers, também podem funcionar como formato alternativo para pessoas que tenham dificuldades auditivas.

É possível alterar o tamanho e a cor delas e escolher colocar ou não um fundo (algo que melhora bastante a visibilidade em ambientes mais claros), ou até ativar setas que apontem locutores fora da tela.

O cuidado ao pensar em todos os públicos que podem se interessar por um jogo ainda é um tanto escasso, mas ficamos sempre felizes quando existe essa preocupação.

Se você tem um PS4 e ainda não desfrutou de The Last of Us Part II, ele está disponível na Playstation Store.

Gameplay com todos os recursos

Abaixo você confere um gameplay do jogo que demonstra todos os recursos de acessibilidade disponíveis.

Steve Saylor, streamer com deficiência visual, fez um vídeo de pouco mais de 30 minutos comentando o gameplay com todos os recursos de acessibilidade no game.

The Last of Us 2 é o jogo mais acessível de todos os tempos, comenta Saylor no vídeo abaixo.

E se você está se pergutando como alguém com deficiência visual joga e o que “enxerga” durante a jogatina, pode conferir este outro vídeo em que o streamer explica como ele joga videogames.

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo apaixonada por games, animes e cinema (e que não recusa uma boa xícara de chá)