Quem é Xehanort? Conheça o vilão de Kingdom Hearts

Quem é Xehanort? Conheça o vilão de Kingdom Hearts

Nascida no ano de 2002, a franquia Kingdom Hearts ganhará seu maior jogo até agora no dia 29 de janeiro com a chegada de Kingdom Hearts 3.

Além de ser nada convencional misturando os mundos da Disney e Final Fantasy, a série da Square Enix possui uma história beeeeeeem complexa.

Apesar de ser conhecida por causa de Kingdom Hearts 1 e 2, que foram sucesso de vendas na era do PS2, a franquia já conta com 10 games e um filme.

E mesmo que Sora e seus amigos sejam bastante populares, o centro de toda a narrativa do game é outra pessoa, e veremos a conclusão disso em Kingdom Hearts 3.

O diretor e criador da franquia, Tetsuya Nomura, chama a fase atual de Kingdom Hearts de “Saga do Dark Seeker”, ou também “Saga de Xehanort”, o principal vilão da trama.

Se você não está por dentro da história do mestre das keyblades, nós explicamos aqui quem é o antagonista e qual a sua importância com base em tudo que já vimos antes da chegada de Kingdom Hearts 3.

A origem de Xehanort

“Esse mundo é pequeno demais”, diz o jovem Xehanort em uma cena de Kingdom Hearts: Birth by Sleep, olhando o horizonte na praia.

Assim como Riku e Sora, o vilão é nativo de Destiny Island e sempre teve vontade de explorar o mundo além da areia daquelas pequenas ilhas. Uma chance surge quando ele é levado para treinar e se tornar um portador de Keyblade, uma espada mágica em formato de chave.

O vilão também é nativo de Destiny Islands

Pouco se sabe sobre o treinamento de Xehanort, mas sua ambição por poder sempre o deixou próximo da escuridão, enquanto seu amigo Eraqus pendia para o lado da luz.

Mesmo com suas diferenças, ambos continuavam treinando juntos, mas tudo indica que Xehanort era o preferido de seu mestre.

Como sabemos disso? No futuro ele se torna o portador da No Name, uma poderosa keyblade forjada há muito tempo por um poderoso mestre com planos muito ambiciosos.

A guerra das keyblades

Os mundos da franquia Kingdom Hearts são separados pela escuridão, por isso os protagonistas precisam de naves para viajar entre eles em Kingdom Hearts 1 e 2.

Muito tempo antes da história de Sora ser contada, porém, as coisas eram diferentes: todos os mundos eram conectados e a luz prevalecia.

Nessa época de paz, um homem chamado Mestre dos Mestres estudou a fundo as propriedades da luz e descobriu Kingdom Hearts, o local que guarda o coração de todas as pessoas e mundos.

Segundo seus estudos, essa gigantesca fonte de poder só pode ser acessada por quem tenha uma arma lendária chamada X-Blade, que só pode ser forjada com uma grande concentração de luz e escuridão se confrontando.

Após estudá-la, o professor criou as keyblades, as famosas espadas em formato de chave que são utilizadas pelos protagonistas da série.

O criador das keyblades possuía uma arma capaz de prever o futuro

Com todo seu conhecimento sobre o assunto, o Mestre dos Mestres conseguiu forjar para si uma keyblade chamada de “No Name”, que possui um olho e é capaz de ver o futuro.

Com o conhecimento obtido graças ao poder da chave, ele reúne cinco aprendizes, chamados de Foretellers, para manterem o equilíbrio no mundo.

Ele pede para que cada um reúna uma facção de estudantes e os treine para que sejam portadores de keyblades.

Além disso, também entrega para cada um de seus discípulos um livro de profecias escrito com a ajuda da No Name, alertando que uma guerra de keyblades levará o mundo a um período de escuridão.

Após plantar essa treta enorme, o Mestre dos Mestres desaparece para sempre.

Antes disso, porém, ele incumbe cada um dos cinco aprendizes com uma missão diferente, o que, no final das contas, acaba servindo para criar discórdia e plantar uma fome de poder entre os Foretellers.

Como previsto pelo livro, a galera quebrou o pau e a fome por poder foi tão grande que eles chegaram a tentar alcançar Kingdom Hearts.

O embate criado pela Guerra das Keyblades foi suficiente para trazer a escuridão para o mundo e também forjar a X-Blade.

A chave suprema, porém, acaba sendo destruída e se divide em 20 partes, treze de escuridão, e sete de luz.

A chave que tudo vê

“História de origem legal, Mateus, mas o que o Xehanort tem a ver com isso?”.

Antes de ir embora, o Mestre deixou uma missão para um sexto aprendiz chamado Luxu.

Sendo o braço direito do sábio, ele se torna o portador da No Name e deve de passar a chave para um outro aprendiz no futuro para que, assim, seu professor consiga continuar vendo através do tempo.

Além disso, Luxu também recebe de seu mestre uma misteriosa caixa preta e deve fugir com ela para o deserto, sem abri-la em qualquer circunstância.

Quem é Xehanort em Kingdom Hearts?

Com toda a existência sendo tomada pelas sombras, apenas alguns fragmentos de mundo restaram, e os portadores de keyblades sobreviventes tomaram como missão proteger esses locais e treinar novos aprendizes.

Luxu continuou a missão de seu mestre e conseguiu passar a keyblade No Name para frente. Quem está com ela atualmente? Xehanort.

Em Kingdom Heart: Birth By Sleep, Eraqus e Xehanort, que agora já são experientes mestres de keyblade, possuem pupilos talentosos.

Os anos passaram rápido e o vilão agora sente o peso da idade. Além de buscar mais poder, o vilão também precisa de um novo corpo para possuir e se manter vivo.

Xehanort possui uma keyblade muito especial

Nesse caminho, Xehanort começa a treinar Ventus, um garoto que não possui escuridão suficiente para aceitar seu coração, mas é puro o suficiente para suprir outra necessidade do mestre maligno: alcançar o poder de Kingdom Hearts.

Para tentar forjar uma X-Blade, o velhote tem a brilhante ideia de criar sua própria luz e escuridão, fazer ambas colidirem e booom, forjar a espada mágica.

Para isso, ele extrai toda a escuridão do coração de Ventus.

O garoto quase acaba morrendo, já que parte de seu coração foi arrancada, mas ele consegue sobreviver graças a ajuda da alma de um garoto recém-nascido de Destiny Island (spoiler: é o Sora, o que faz Vanitas ficar com o rosto similar ao do garoto).


Após a treta, Xehanort leva o garoto para ser treinado por Eraqus, que pode torná-lo ainda mais puro e deixá-lo no caminho da luz.

Enquanto isso, ele treina Vanitas, a personificação do lado maligno do garoto, para que um dia os dois briguem e cumpram seu papel.

Como o processo de retirar a escuridão do coração de alguém é uma parada bem tensa, Ventus acaba perdendo sua memória, o que faz ele praticamente começar uma nova vida aos cuidados de Eraqus, além de começar uma grande amizade com Aqua e Terra.

No jogo, os dois portadores de keyblade que estudam com Eraqus estão se preparando para fazer o Mark of Mastery, que é um teste que serve para nomear os Mestres de Keyblade.

Após a realização do “vestibular”, Aqua consegue passar, mas Terra é reprovado por não conseguir controlar a escuridão em seu coração.

Nosso vilão vê no garoto o casulo perfeito para continuar a sua existência, afinal, escuridão é a praia dele.

Aqua, terra e Ventus
Aqua, Terra e Ventus, os protagonistas de Birth By Sleep

Treta vem e treta vai, o velho Xehanort consegue realizar seus planos e faz Ventus e sua contraparte escura lutarem no cemitério de keyblades para criar a X-Blade.

Enquanto isso, ele batalha com Terra para conseguir um novo corpo.

No final das contas, Ventus consegue destruir a X-Blade e acaba ficando inconsciente, mas a habilidosa Aqua dá um jeito de protegê-lo e deixá-lo longe do vilão.

Sob relutância de Terra, Xehanort consegue tomar o corpo do jovem. Após uma luta com Aqua, porém, ele acaba inconsciente, e fica divagando pelo espaço até cair em Radiant Garden, onde é salvo por Ansem, o sábio, que não sabia o erro que estava cometendo ao acolher aquele jovem de cabelos brancos.

13 partes de escuridão, sete de luz

Agora com um corpo jovem e sob a tutela de um grande estudioso da luz e escuridão, Xehanort tem a chance de, novamente, buscar formas de alcançar Kingdom Hearts.

Como a tentativa de alcançar a fonte de poder criando uma X-Blade do zero falhou, Xehanort parte para um novo plano: encontrar 13 fontes de escuridão e sete de luz, número de partes em que a X-Blade foi despedaçada durante a lendária Guerra de Keyblades.

Aqui, começam as tretas que originam Kingdom Hearts 1 e 2, e para você entender todos os rolês é necessário pegar um conceito sobre o universo do jogo: quando uma pessoa morre no universo da franquia, duas novas entidades aparecem, um Heartless e um Nobody, que são os inimigos que normalmente enfrentamos.

Os vilões de Kingdom Hearts 1 e 2
são apenas figurantes de um plano maior

Para alcançar seu objetivo, Terra-Xehanort rouba a identidade de Ansem e cria dois novos seres a partir de si: o nobody Xemnas e o heartless Ansem, The Seeker of Darkness, cada um representando seu corpo e coração, respectivamente.

Quem jogou os dois principais games da franquia já deve estar familiarizado com os nomes.

Terra de Kingdom Hearts possuído por Xehanort
Terra possuído por Xehanort. O corpo dele deu origem aos vilões de KH 1 e 2.

Enquanto Ansem é o vilão do primeiro Kingdom Hearts e manipula Riku para conseguir encontrar as sete princesas da luz, Xemnas é o cara que cria a Oraganização XIII, que reúne 13 nobodies que são candidatos (sem saber) a serem um casulo para a escuridão de Xehanort.

Apesar da soma ser perfeita para a criação da X-Blade, Sora e seus amigos impedem os vilões de seguirem em frente, e inclusive derrotam alguns membros da Organização, o que leva o mestre da escuridão mudar seus planos novamente.

Em Dream Drop Distance, temos a revelação de qual é a trama mais recente de Xehanort.

Com a ajuda de sua versão jovem que aprendeu a viajar no tempo, o vilão vai continuar a busca por 13 casulos para receberem parte de seu corpo.

Agora, porém, isso vai ficar mais fácil, já que o tempo é uma barreira que pode ser quebrada pelos bad guys.

Sete guerreiros da luz

Quanto a parte de luz, Xehanort acredita que sete guerreiros da luz vão tentar impedir seus planos e, no processo, vão acabar gerando a segunda guerra das keyblades, o que permitirá a ele criar a tão sonhada X-Blade.

É um plano ousado, mas que possivelmente vai dar certo.

Confira o site oficial de Kingdom Hearts

Na finaleira de Dream Drop Distance, o velhote diz que, no final das contas, todas as peças vão se encaixar, mesmo que tudo pareça errado.

Dá pra acreditar que ele está falando a verdade pelo fato de ser o portador da No Name, a antiga keyblade que vê o futuro.

Xehanort de barbixa

Pra quem quer saber o desfecho da história de Xehanort, bem como a de todos os guerreiros do bem, o capítulo final da trama, basta jogar Kingdom Hearts 3, que tem versões para PS4 e Xbox One.

Apesar da trama já começar com tudo, o que pode ser assustador para os novatos, o game conta com uma seção com cinco vídeos introdutórios e que resumem o básico da história.

Chamada de Memory Archive, a divisão é boa não apenas para quem é novo, mas também para os fãs que perderam algum dos games ou querem relembrar os principais pontos do gigantesco universo da franquia.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.