4 dicas para não ser um fã chato e se divertir mais com Kingdom Hearts 3

4 dicas para não ser um fã chato e se divertir mais com Kingdom Hearts 3

Após muitos anos de espera, a mais recente obra megalomaníaca de Tetsuya Nomura ganhou vida e pode ser deleitada em sistemas de entretenimento domésticos fabricados pela Sony e Microsoft. Em outras palavras: KINGDOM HEARTS 3 FINALMENTE CHEGOU, CARAMBA!

Lançado no nosso lado do mundo no dia 29 de janeiro, o jogo foi o melhor lançamento da franquia até hoje no Reino Unido e superou o também aguardado Resident Evil 2 Remake por lá. Talvez o jogo não faça taaanto sucesso no Brasil por causa da ausência de legendas em português, porém, isso não tira pontos da qualidade do jogo, que além de ser bom, é bastante chamativo comercialmente.

Se você já é macaco velho das jornadas de Sora ou não tem muita experiência com a franquia e tá querendo entrar nela, fique ligado nas nossas dicas para aproveitar melhor o game e ser feliz com essa máquina de entretenimento da Disney e Square Enix.

Não encha o saco de quem não jogou tudo

A franquia Kingdom Hearts já conta com mais de 10 lançamentos e, até todos chegarem no PS4, os games eram espalhados por diversas plataformas diferentes. Com as coletâneas mais recentes, você precisa de pelo menos 180 horas para encarar tudo que já foi feito e ficar por dentro da história. Ou seja, é f#da pra caramba pra quem nunca teve contato com a franquia se atualizar e chegar com os dois pés em Kingdom Hearts 3.

Felizmente vivemos em um mundo em que não é proibido assistir ou ler resumos com a história da franquia, que podem ser de grande ajuda para quem está começando agora. Até mesmo a própria Square Enix fez uma série de vídeos e disponibilizou no game para que os novos jogadores não cheguem tão perdidos.

Com certeza você terá uma experiência melhor se jogar todos os games, mas nem todo mundo tem tempo e grana pra fazer isso numa sentada. Eu mesmo comecei a jogar em Kingdom Hearts 2, que me cativou pelo gameplay e, só depois de um bom tempo batendo lindamente em nobodies, fez eu buscar mais informações sobre a história.

Se você não conhece a história ou não entendeu Kingdom Hearts 3, não se preocupe, o importante é se divertir. E se quiser tirar dúvidas, é só buscar na internet ou achar uns amigos pra trocar uma ideia sobre o game – incluindo eu mesmo :).

Não dê spoilers de Kingdom Hearts 3

Pelo mesmo motivo que algumas pessoas não podem comprar e jogar todos os jogos da franquia em uma paulada, nem todo mundo conseguirá jogar Kingdom Hearts 3 na semana de lançamento. Com isso em mente, evite dar spoilers gratuitos da história.

Eu não estou dizendo para não conversar sobre o game, apenas evite comentar abertamente sobre pontos principais da história sem avisar de que se trata de uma informação “perigosa”. Ou então use umas artimanhas para mascarar a importância do fato, afinal, conseguir ser ambuiguo ou confuso não é nada difícil quando o assunto é a história de Kingdom Hearts.

Se você não faz isso por você ou pelos outros, faça pelo Tetsuya Nomura, que desenvolve a história dessa série com muito amor e liberdade criativa.

PS: Se você terminou o três e não sabe qual o próximo jogo da franquia jogar, recomendo o Kingdom Hearts 2. Mesmo depois de todos esses anos, ele ainda é muito bom.

Vá devagar

A menos que você seja um jornalista de games ou sua vida dependa disso, recomendo jogar Kingdom Hearts 3 numa boa, aproveitando cada centímetro dos belos mundos criados pela Disney e Square Enix.

Graças aos gráficos da Unreal Engine 4, o jogo virou praticamente um filme animado da Pixar. Ou seja, todos os anos de espera renderam narrativas e mundos cheios de detalhes para serem explorados. Tem muita coisa pra fazer e encontrar no game, então vá com calma e aproveite tudo que o jogo tem para oferecer. Inclusive, não deixe de revisitar os mundos após a conclusão da história, pois os mini-games continuam disponíveis e surgem novos conteúdos de batalhas.

Seja feliz

O primeiro passo para isso é a aceitação: Kingdom Hearts é um RPG de muita qualidade, mas também é um game muito estranho. O título mistura personagens da Square Enix com mundos da Disney em um universo onde guardiões com espada em forma de chave viajam por galáxias para manter o balanço entre luz e escuridão.

Isso não é nada convencional quando colocamos ao lado de jogos e franquias famosas, com isso, possivelmente muitas pessoas vão olhar torto para Kingdom Hearts e desdenhar do game. Ser estranho e ter uma história confusa já virou característica dos jogos da série, e isso, em muitas vezes, é o que torna os títulos únicos. Logo, aceite essa realidade e tire o máximo proveito do game como ele é.

E para quem está em dúvida se o game vale a pena ou não, a forma de saber se o jogo é pra você é jogando. A maneira mais fácil da Square Enix vender Kingdom Hearts 3 é lançando uma demo que permita aos transeuntes curiosos a colocarem as mãos no novo jogo.

Enquanto isso não acontece, o negócio é esperar por promoções e incentivar a galera a conhecer por meio de gameplays e afins. Mesmo com uma lore que dá nós na mente e o fato de ter princesas e personagens da Disney, Kingdom Hearts 3 tem um gameplay muito divertido e que pode agradar desde os mais exigentes até quem simplesmente quer fazer uns combos bonitos.

Curtiu nossas diquinhas para encacar Kingdom Hearts 3? Não deixe de conferir também nossas primeiras impressões com o game.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.