Diretor de Resident Evil Village não sabe ao certo sobre o futuro da franquia

Diretor de Resident Evil Village não sabe ao certo sobre o futuro da franquia

Morimasa Sato, diretor de Resident Evil Village e um dos devs. de Resident Evil 7, comentou um pouco sobre o que espera da franquia no futuro em uma entrevista para a Famitsu nesta quarta-feira (03), que foi traduzida pelo site Siliconera.

O então diretor falou um pouco sobre o gênero terror e os clichês presentes nele e como isso influencia nos títulos Resident Evil. De acordo com Sato sobre o futuro da franquia:

Não tenho uma ideia específica, mas ainda estou pensando na questão fundamental: “O que é terror?” Existem certos “clichês” com criaturas clássicas de terror, cenários e execução, mas “medo” é essencialmente uma reação primitiva a um evento imprevisível ou desconhecido. Então, eu sinto que só há uma nova sensação de horror, ou um novo Resident Evil , só depois de quebrar esses “clichês”.

Ainda falando sobre o mesmo tópico, “Resident Evil sempre evoluiu em busca da melhor experiência de terror, às vezes incorporando mudanças incríveis à série. Não sei como a série Resident Evil evoluirá no futuro.”

Lycano em Resident Evil Village | Divulgação/Capcom
Lycano em Resident Evil Village | Divulgação/Capcom

Morimasa Sato ainda desconhece o futuro da saga e qual será sua grande mudança. Temos um pequeno gancho no final de Resident Evil Village (cuidado com os spoilers) envolvendo o que aconteceu após os acontecimentos no oitavo título da série. Alguns questionamentos sobre Rose Winters e quais as relações delas, possíveis mutações biológicas e o que ocorreu com ela após Village. Outro personagem pertinente é Chris Redfield, que também tem uma ponta para o futuro da série.

RELACIONADOS:

Esses pequenos ganchos podem dar algum indício sobre a história desses personagem e sobre o futuro da série, mas ainda sim, não há como ter ideia do que está por vir.

De qualquer forma, Resident Evil Village pode ser considerado um dos melhores jogos da franquia, após as desastrosas campanhas do quinto e do sexto título de Resident Evil. O jogo já vendeu 5 milhões de unidades em apenas seis meses e pode estar contando com uma DLC gratuita no futuro.

Fonte: EuroGamer, Siliconera, Famitsu

Gabriel Cavalheiro

Redator de conteúdo no nicho de games. Devorador de jogos indies, mobile e de Mega Man.