Qual será o preço do PS5? Saiba o que pode influenciar

Qual será o preço do PS5? Saiba o que pode influenciar

Atualização:

O preço do PlayStation 5 em dólares e euros foi oficialmente revelado pela Sony! O videogame chegar por:

Versão digital: U$400 (~R$2106 em conversão direta)
Versão padrão: U$500 (~R$2633 em conversão direta)

O produto será lançado no dia 12 de novembro e está custando R$5000 no Brasil na pré-venda. Isso se deve ao hype e também à novidade do produto, a tendência é de o preço baixar consideravelmente após o fim de ano.

Ainda assim, deve demorar para ficar próximo dos R$2000 como seria levando em consideração o preço lá fora.

Continuação do post: O Playstation 5 já foi anunciado com 16 GB de RAM, SSD de 825GB (chegando entre 8 a 9 GB/s), um processador AMD Zen 2 e uma placa de vídeo RDNA 2. Mas a pergunta que fica é: qual será o preço desse poderoso artefato?

Alguns YouTubers já simularam como seria um PC Gamer com o mesmo desempenho do PS5, como no vídeo abaixo. Spoiler: o preço final ficou próximo de R$ 12.500,00.

Os rumores sobre o preço do PS5

O console teria sido acidentalmente posto para pré-venda na loja online do Carrefour e as notícias se espalharam em diversos sites de notícias franceses, como o Tom’s Guide, apontado como fonte por alguns deles. 

Supostos valores do PS5 e seus acessórios

Na imagem que circula como rumor, a versão com leitor Blu-Ray consta por 499 euros e a All-Digital por 399 euros, respectivamente R$ 3.335,06 e R$ 2.506,79.

Já o controle Dual Sense aparece por 59 euros ou R$ 370,68 e os fones de ouvido por 179 euros, ou R$ 1.124,60.

Esse suposto vazamento teria revelado também o preço do Xbox Series X como 100 euros a menos do que o Playstation com leitor de Blu-Ray, ou seja, R$ 2.506,79 em conversão direta.

Imprevistos que podem influenciar no preço

Outra questão foi levantada em abril pela Bloomberg, que cita “fontes próximas” ao declarar que a Sony pretende limitar o número de unidades disponíveis até março de 2021, devido às dificuldades em manter o preço do PS5 “atrativo” no lançamento.

Inicialmente, as restrições de viagem devido à pandemia haviam impedido os engenheiros da Sony de voar para a China e direcionar os ajustes finais com as montadoras antes do início da produção em massa (iniciado em junho).

Embora houvesse um receio de que isso poderia atrasar a produção, o empecilho foi contornado e aparentemente o cronograma oficial seguiu seu rumo. 

Outro dos problemas apontados seria o custo do fornecimento constante de memórias Flash (utilizada para armazenamento) e NAND (componente essencial da memória RAM), causado pela demanda cada vez maior desses produtos no ramo.

Dessa forma, as robustas especificações do PS5 (16GB de RAM, 825GB de armazenamento em SSD, além do processamento e capacidade gráfica) teriam levado o preço final a um valor alto. 

Damian Thong, analista no banco de investimentos Macquarie Capital, informou à Bloomberg que o console deve ser vendido por no mínimo $450, e mesmo esse valor deve causar prejuízo. 

Para ter lucro já no lançamento, a estimativa é que o preço do PS5 seja de pelo menos $499, com a disponibilidade ficando entre 5 e 6 milhões de unidades até o fim do ano fiscal (março de 2021). 

As fontes ocultas da empresa destacaram ainda que o cenário da produção pode mudar, dependendo das condições impostas pela pandemia de covid-19.

Outros rumores

Contudo, há outros rumores que circulam a respeito do preço. Em um vídeo da empresa Digital Foundry, especializada em análises tecnológicas sobre hardware e jogos, a equipe discutiu o valor dos consoles de nova geração.

A conversa iniciou com o adiamento de Halo Infinite para 2021, e acabou chegando no assunto acima.

O grupo se baseou na alta dos valores de manufatura e produção, além da explosão nos preços de componentes eletrônicos, para traçar uma média de 600 reais para o valor final do console.

Eles também consideraram a pesquisa e o desenvolvimento necessários para lançar a segunda versão do PS5 (all-digital) junto com a principal. 

Mencionaram também terem recebido boatos e informações sobre os bastidores a respeito de ambos os consoles serem mais caros do que já foi imaginado.

Assista ao vídeo com a discussão:

O preço do Xbox Series X pode influenciar

Além de tudo isso, a Sony e a Microsoft têm mantido o padrão de lançar consoles em preços parecidos (exceto no caso do PS4, sobre o qual falaremos mais abaixo).

E, sobre isso, há uma recente promoção feita pela Monster Energy Drink que irá distribuir 200 prêmios com uma cópia de Halo Infinite e um Xbox Series X. De acordo com a Monster, o valor total dos prêmios é $119.998,00. 

Fazendo as contas, dividir o valor de $119.998,00 pela quantidade de prêmios resulta em $599 (por volta de R$3.271,35 em conversão direta), o que desperta a possibilidade de esse ser o valor do novo console da Microsoft.

Caso as empresas continuem seguindo a lógica de manter preços similares, é bem provável que o PlayStation 5 chegue ao mercado nessa faixa.

Os 4 mil reais do PS4

Nem todo jogo lançado para PS5 será jogável no PS4

O fato é que os fãs do mundo dos games estão com expectativas altas para o lançamento da nova geração de consoles, além de diversas dúvidas e apreensões. 

Um desses exemplos é o preço do Playstation 4 no lançamento aqui no Brasil, em 2013, que deixou várias pessoas traumatizadas. Mas é óbvio que os brasileiros não perderam a oportunidade de usufruir de um novo meme:

E aquele famoso ditado que diz “se não me conheces, não me julgues”:

Até o Ponto Frio entrou na brincadeira:

Como o console chegou a esse valor

A questão é que a Sony até tentou explicar como esse preço absurdo surgiu. 

De acordo com Mark Stanley, gerente geral da divisão da Playstation na América Latina, os impostos brasileiros foram responsáveis por 63% dos R$ 3.999,00 no preço de lançamento.

A Sony divulgou esta imagem em que demonstra os cálculos do imposto de importação, além do ICMS, da margem de valor agregado, PIS, Cofins e IPI que levaram ao valor.

Tabela de cálculo do preço final do produto

Stanley ainda afirmou na época que os R$ 3.999,00 representavam o “o mais baixo possível” no Brasil. Isso seria resolvido, segundo ele, caso a empresa iniciasse a fabricação local.

Em outubro de 2015 o PS4 começou a ser produzido na Zona Franca de Manaus, o que contribuiu para que houvesse uma queda considerável no valor, já que o IPI e o imposto de importação não eram mais cobrados.

O grande problema é que em 2017 essa fabricação foi interrompida. Havia uma vantagem maior em importar os produtos do que produzí-los aqui.

Em agosto de 2019 o governo brasileiro aprovou uma redução no IPI que atribuiu aos consoles de mesa uma taxa de 40% (queda de 10% em relação à anterior).

Com essa diminuição, importar para o gamer brasileiro tornou-se uma escolha ainda melhor.

Resumindo a questão toda: caso o PlayStation 5 não possua fabricação local, a história pode se repetir. 

A galera está bem incerta em relação ao preço do PS5, mas já imagina que não vai sair barato.

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo apaixonada por games, animes e cinema (e que não recusa uma boa xícara de chá)