Segundo relatório, mais de 100% dos cibercriminosos migraram para o Telegram

Segundo relatório, mais de 100% dos cibercriminosos migraram para o Telegram

Após as mudanças nas políticas de privacidade do Whataspp, que permite o aplicativo compartilhar dados com sua empresa matriz Facebook Inc., muitos usuários ficaram revoltados e migraram para concorrentes, e um dos mais famosos é com certeza o aplicativo Telegram.

Infelizmente, não só usuários migraram de serviço mas, cibercriminosos também, devido ao fato de que o Telegram é criptografado, com fácil uso e acesso. Segundo investigações conduzidas pela The Financial Times e pelo grupo Cyberint, “houve um aumento de 100% no uso do Telegram por cibercriminosos”, segundo a investigação, isso ocorreu após essa migração.

Tela com códigos
Tela com códigos | Divulgação/Joffi

O interessante é que segundo os investigadores o número de vezes que os termos “Email: Pass” e “Combo” mencionados no ano passado quadruplicou. Além disso, os hackers compartilham e vendem dados em canais com diversos membros, invadem contas, falsificam documentos entre outras atitudes ilegais.

A analista de ameaças da Cyberint, Tal Samra explicou que é mais conveniente para um hacker utilizar um aplicativo criptografado do que utilizar a dark web, por exemplo. Um aplicativo seguro para usuários, é seguro igualmente para os criminosos.

RELACIONADOS:
VULNERABILIDADE GRAVE PODE COMPROMETER A SEGURANÇA NO IPHONE
COD WARZONE TEM AGORA MAIS DE 500 MIL JOGADORES BANIDOS

O Telegram se posicionou sobre, dizendo que possui uma “política para remover dados pessoais compartilhados sem consentimento” e revelou que remove 10.000 comunidades por dia, por violação dos termos de serviço. O aplicativo também excluiu o grupo de compartilhamento e vendas de dados pessoais de terceiros que citamos acima, após notificação do The Financial Times.

Fonte: Engadget

Gabriel Cavalheiro

Redator de conteúdo no nicho de games. Devorador de jogos indies, mobile e de Mega Man.