O fim está próximo? Falamos sobre os tipos de apocalipse no Brocast #34

O fim está próximo? Falamos sobre os tipos de apocalipse no Brocast #34

Os tipos de apocalipse são assunto do Brocast #34, conversamos sobre os fins criativos que a raça humana pode enfrentar.

Os diferentes tipos de apocalipse

Por curiosidade, já que agora ela já tem diferentes sentidos, a palavra apocalipse vem do grego apokálypsis (αποκάλυψις) e significa revelação.

Escute o Brocast #34 no fim da página!

Foi difundida principalmente através de sua utilização na bíblia, no livro “Apocalipse de João”, que escreveu sobre o fim do que conhecemos como mundo.

Regra para ser considerado um apocalipse

Como principal regra do que define um apocalipse, está o fato de que toda a raça humana precisa estar passando pelo processo de destruição do seu mundo como conhecemos.

Isso mesmo que um conjunto de pessoas não saiba que algo de ruim está acontecendo de fato.

Tipos de fim de mundo:

O apocalipse zumbi é lembrado a todo momento pela cultura pop.

Livros, quadrinhos, filmes, séries, eles estão em todo lugar.

O que a gente conhece hoje como zumbis é um desdobramento da religião Vodou (escrita também como Vodum, Voodoo, vudu).

Tipos de apocalipse: Zumbi - a origem

A crença é praticada no Haiti, algumas regiões da África e também na América do Sul (incluindo Brasil).

Na religião existe a figura dos Bokors, um curandeiro que utiliza ervas, partes de animais e outros elementos naturais para fins religiosos. É um sacerdote, um feiticeiro.

A Vice chegou a fazer um documentário sobre o assunto.

Bokors também costumam utilizar tetrodotoxina, toxina que pode ser encontrada em peixes e outros animais marinhos.

Quando utilizada em doses não letais ela causa dificuldade para andar, falar, e outros sintomas que hoje associamos com os de um zumbi.

Se aplicada em doses altas, a toxina leva ao coma, fazendo com que a pessoa fique paralisada. Em alguns casos, pessoas foram enterradas vivas e mais tarde revividas.

Zumbis na cultura pop

Isso teria dado início ao que entendemos hoje por zumbis, segundo conta o History.

O registro mais antigo de zumbis na literatura é de 1697, mas eram mais vistos como espíritos, fantasmas, e não canibais (se você considerar que continuam sendo da raça humana).

A aparição no cinema foi em 1932 com o filme White Zombie, e incluía Frankestein e Drácula.

Um apocalipse como este hoje é visto como possível através de vírus. Na vida real sabemos que há fungos capazes de fazer isso com insetos, como ophiocordyceps.

O ophiocordyceps é o fungo zumbi que ataca principalmente formigas, utilizando elas para conseguir o melhor lugar na natureza.

Entre os filmes, séries, games de zumbi, podemos mencionar:

(não necessariamente são indicações! É bom dar uma olhada no metacritic ou IMDB antes de assistir ou jogar)

Filmes e séries

The Walking Dead (série, quadrinhos)
Train to Busan
Guerra Mundial Z
28 days later
Shaun of the Dead
Zumbilândia
Resident Evil

Jogos

The Last of Us
Telltale Games
Dying Light
Resident Evil
Call of Duty: Black Ops 3
Dead Rising
Left for Dead
Zombie vs Plants
Red Dead Redemption: Undead Nightmare
State of Decay

Apocalipse segundo povos antigos

O hinduísmo vê o apocalipse, o fim da humanidade, como algo cíclico, a cada milhões de ano um é terminado. Cada fim de ciclo é marcado pela decadência moral da humanidade.

Já o mazdaísmo, que surgiu na pérsia, crê que sua divindade, nos fins dos tempos, enviará seu último profeta ao planeta Terra.

Nessa vinda, os cadáveres serão ressuscitados e um anjo de fogo derreterá as montanhas. O mundo, segundo a religião, ficaria coberto de lava e metal.

Os nórdicos (famosos por serem vikings) acreditam que o fim do mundo envolveria uma batalha entre anões, elfos, gigantes e monstros.

Loki de Odin, que foi expulso de Asgard, reúne um exército contra os deuses soberanos . Os humanos morrerão, Odin cairá e não há muito de positivo no resto.

Apocalipse Social

Nesta lista entram cenários em que a humanidade escolhe seu próprio fim, escolhe viver de maneira desumana.

Em The Handmaids Tale, por exemplo, uma ditadura subjuga mulheres e impõe uma série de ordens baseadas em uma moral bizarra.

Da mesma forma, podemos imaginar mudanças drásticas ou cenários distantes da atualidade para enxergar como seria um apocalipse social.

Outro exemplo seria viver em um universo cyberpunk, em que os laços sociais e o que foi desenvolvido por nós foi alterado completamente, mudando nossas interações.

O futuro pode ser muito apocalíptico se pararmos para pensar nas tecnologias que devem ser implementadas.

Em um futuro distante (ou nem tanto), esse texto como esse poderá ser escrito por um software, através de uma série de regras. Ou até mesmo por um robô que curte escrever.

Monstros e alienígenas

The Independence Day, Godzilla, Cloverfield, esses são alguns filmes que nos ajudam a imaginar de maneira vitoriosa como seria lidar com monstros e alienígenas.

Brocast #20: Morando sozinho

Pra quem não curte visitas em casa, imagina receber um alienígena em seu planeta.

Na cultura pop há ainda o filme Sinais, extremamente popular na época em que foi lançado. Ele também mostra Joaquin Phoenix mais novo e mandando bem.

Falta de recursos

Há quem diga que o mundo pode acabar, que as pessoas podem morrer por falta de recursos naturais. Quando a terra não dá mais frutos e os animais não conseguem mais se reproduzir.

Isso poderia acontecer de diferentes formas, com alterações graves na atmosfera. Vale lembrar que nosso planeta já foi coberto de gelo e também de lava.

Estátua da liberdade em um apocalipse natural.
Imagem: Getty Images

Já foi coberto de água e tempestades intensas. E ainda, já foi habitado por dinossauros.

Manter o equilíbrio ecológico é importante não só por bondade, mas para que a nossa raça não seja prejudicada.

Você pode fazer por bondade ou por puro egoísmo, mas precisamos dos recursos para perpetuar nossa existência, destruir o meio ambiente é arriscado e prejudica a qualidade de vida.

Brocast #34

O tempo fechou no Brocast desta semana e o pessoal resolveu falar sobre apocalipse.

Os comentaristas mais carismáticos deste podcast abordam os principais fins do mundo apresentados em filmes, séries e jogos e dão sua opinião sobre cada um deles.

A mesa foi composta por Neri Neto, Mateus Mognon, Maruron Games e Guilherme Silva.

Ouça o podcast agora! Clique no player no fim da página

Além de ouvir aqui na página, você pode baixar o áudio por meio deste endereço, clicando na seta de download.

Também é possível se inscrever em smartphones Android por meio deste link e sempre receber o nosso podcast, basta ter um app compatível, como o Podcast Addict ou Google Podcasts!

Para quem tem iPhone, dá pra ouvir a gente pelo iTunes.

Redator Pixel

Escrito com carinho por um dos nossos melhores redatores :)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.