Attack On Titan: editor confirma que haverá projetos futuros após o fim do anime

Attack On Titan: editor confirma que haverá projetos futuros após o fim do anime

O mangá de Shingeki No Kiojyn, ou Attack On Titan, chegou ao seu fim há alguns meses, e com certeza causou uma grande polêmica com seu final. O anime também está chegando em sua etapa final e um editor de mangá da Weekly Shonen Jump confirmou que podemos ver ainda mais conteúdo após o fim do anime.

Com a chegada da segunda parte da temporada final de SNK, teremos algumas novidades interessantes para a conclusão, além de especiais e projetos futuros para a série. De acordo com o site shingeki.tv, até o lançamento de Attack On Titan em 9 de janeiro de 2022, teremos diversos especiais a partir do dia 24 de outubro, incluindo uma compilação em que os 75 episódios lançados até então serão resumidos e contados em apenas 6.

Cena de Attack On Titan | Divulgação/Mappa

O site divulga que mais três animações originais têm transmissões confirmadsa e serão lançadas com os nomes “Wall Sina, Goodbye”, “Sorretless Choice” e “Lost in the cruel world”, e serão contadas através da visão dos personagens Levi, Annie e Mikasa.

RELACIONADOS:
O FIM DE SHINGEKI NO KYOJIN

Além de tudo isso, os fãs poderão esperar ainda mais novidades da obra, já que um editor de mangá da Weekly Shonen Jump confirmou detalhes interessantes em um tweet nesta quarta-feira (13).

De acordo com ele, “Mesmo que a série tenha terminado, ela não vai diminuir a diversão (e o trabalho) para nós. Além do anime, também começamos a ter reuniões para os próximos anos, então fique atento!”, abrindo espaço para nossa imaginação e acendendo ainda mais as expectativas dos fãs sobre o futuro de Attack On Titan.

Hajime Isayama, criador da obra, também comentou um pouco sobre o a temporada final de Attack On Titan, confira:

“Estou muito entusiasmado que a segunda e última temporada esteja finalmente começando.
Lamento muito dizer que o MAPPA terá que trabalhar duro novamente nas cenas que foram realmente difíceis de desenhar no trabalho original, e que os assistentes tiveram que trabalhar muito duro. Lamento dizer que vou ter que dificultar as coisas para o MAPPA novamente, sinto muito, mas estou mais ansioso por essas cenas difíceis. Espero que as pessoas que nunca viram o anime antes também o desfrutem”.

Fonte: Shingeki.Tv

Gabriel Cavalheiro

Redator de conteúdo no nicho de games. Devorador de jogos indies, mobile e de Mega Man.